domingo, 7 de abril de 2019

Cidade paraibana é inspecionada após primeiro caso de malária confirmado em 2019

Por Cristiano Sacramento

Com o objetivo de prevenir a população da malária, a prefeitura da cidade de Conde e a Secretaria de Saúde da Paraíba iniciaram o combate a doença causada pelo mosquito Anopheles, quando infectado por protozoários do gênero Plasmodium. A ação acontece após a confirmação do primeiro caso da doença em 2019 no estado. Uma mulher de 35 anos, moradora do Conjunto Dona Antônia, foi hospitalizada e segue em tratamento no Hospital Lauro Wanderley, em João Pessoa.

Na última quarta-feira (3), por exemplo, agentes especializados deram início a barreira espacial, que é quando o fumacê (pulverização de inseticidas) é realizada em pontos estratégicos. Na terça, 2, foram criadas barreiras residuais contra o mosquito.

Diferente do Aedes Aegypti, que se prolifera em água parada de chuva, a espécie Anophelino tem o hábito de desovar na borda de lagos, rios e córregos. Ainda segundo a equipe que participa da inspeção, a poucos metros da residência da vítima existe um rio.

PortalT5