quarta-feira, 27 de março de 2019

Em situações opostas no Paraibano Esporte e Nacional fazem clássico no José Cavalcanti

Foto: Reprodução/Instagram
Há muito tempo um clássico entre Esporte e Nacional não empolgava tanto o futebol de Patos.

A partida de hoje define a permanência ou não do Esporte na primeira divisão e o futuro do Nacional no atual Campeonato Paraibano, uma vez que o Canário precisa vencer o seu maior rival para ter chance de passar para a próxima fase.

A partida está mexendo com o torcedor patoense e gera uma expectativa de casa cheia para o confronto entre alvirrubros e alviverdes, acirrando ainda mais a já conhecida rivalidade existente há décadas entre as duas equipes profissionais do futebol de Patos.

O Esporte que ocupa a terceira colocação no grupo B com 10 pontos, está a frente da Perilima, nos critérios de desempate, que também tem 10 pontos e do CSP que somou até agora 8 pontos e pode se manter na elite do nosso futebol até com derrota. Ou seja, até se for derrotado no jogo de hoje e se a Perilima não somar pontos e/ou CSP não vencer o seu jogo, o Patinho permanece na primeira divisão.

Já para o Nacional passar para a segunda fase do Paraibano só a vitória interessa. O time alviverde que tem 12 pontos e é o terceiro no grupo A, está atrás do Sousa, segundo colocado com 14, e se somar três pontos no clássico desta quarta-feira, chega a 15, ficando na torcida para que o Sousa perca ou empate com o Atlético em Cajazeiras, para assegurar a segunda vaga do grupo.

A procura por ingressos é muito grande, principalmente de forma antecipada, uma vez que o bilhete pode ser adquirido por R$ 15, sendo que nas bilheterias a entrada custará R$ 20. Os torcedores poderão comprar até à tarde desta quarta-feira os ingressos na banca catedral, mercearia Vilar e Sede do Esporte que é o mandante da partida.

Esporte e Nacional está programado para às 20:20hs no estádio José Cavalcanti e terá arbitragem de Eduardo de Santana (SE), tendo como auxiliares Oberto Silva e Ruan Neres do quadro de árbitros da Paraíba e Thiago Galdino como quarto árbitro também pertencente a FPF.

Por Antonio Silva
Patosonline.com