sábado, 16 de março de 2019

Em Cabedelo, Eleitores vão às urnas amanhã escolher prefeito



Os quase 47 mil eleitores de Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa, voltarão às urnas neste domingo (17) para escolherem quem vai governar o município após o afastamento do então prefeito Leto Viana, investigado por envolvimento em um suposto esquema responsável por desvio de recursos públicos na cidade.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), as 138 urnas eletrônicas foram distribuídas em 32 locais de votação. Ao todo, o município possui 138 seções eleitorais.

O TRE convocou 552 mesários e 32 técnicos para atuarem no apoio logístico no dia da votação.

A geração de mídias e a preparação das urnas teve início nessa quarta-feira (12), no Núcleo de Voto Informatizado, no bairro do José Américo, em João Pessoa.

Operação Xeque-Mate mudou dia a dia do município
Desde o mês de abril do ano passado, quando foi deflagrada a Operação Xeque-Mate, a cidade de Cabedelo passa por um momento turbulento em sua história política. À época, além da prisão do então prefeito Leto Viana e o do afastamento do já falecido vice-prefeito, Flávio Oliveira, o município ainda presenciou a prisão de cinco vereadores e o afastamento de outros cinco.

Servidores da prefeitura e da Câmara Municipal também foram alvos da operação, que identificou um suposto esquema responsável por desviar recursos públicos no município.

Escolha do interino
Após ser eleito presidente da Câmara Municipal, o vereador Vítor Hugo passou a comandar, de forma interina, os destinos da cidade. Com a renúncia do então prefeito Leto Viana, no final do ano passado, a Justiça Eleitoral determinou a realização de novas eleições no município.

Isso aconteceu porque a renúncia de Leto aconteceu ainda no primeiro biênio de seu mandato. Caso o afastamento em definitivo ocorresse após esse período, a escolha se daria de forma indireta, e o novo prefeito escolhido apenas pelos vereadores.

PortalCorreio