quinta-feira, 28 de março de 2019

Cai a máscara: Haddad é condenado por impulsionar “Fake News” contra Bolsonaro na campanha

Lembram do escândalo do WhatsApp? Aquela tentativa espúria do PT e da Folha de S.Paulo de ‘melar’ o pleito eleitoral de 2018, atribuindo ao então candidato Jair Bolsonaro a prática de disseminação de Fake News. Pois é, nada como um dia após o outro...

O “poste” de presidiário, que encontra-se desempregado, acaba de ser condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por ter disseminado “Fake News” contra Jair Bolsonaro, durante a campanha eleitoral, e terá que pagar uma multa fixada em R$ 176.515,18.

O Google inclusive confirmou que recebeu R$ 88,2 mil da campanha de Haddad para impulsionar o conteúdo espúrio.

Vale observar que esse é apenas um caso em que as provas cabais e irrefutáveis determinaram a condenação. Porém, não há dúvida de que a prática de disseminar notícias falsas sempre foi uma prática usual adotada pelo PT.

Resta saber como Haddad pretende pagar mais essa conta.

jornaldacidadeonline.com.br