quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

STF adota armas de choque, gás de pimenta e renova frota de carros blindados para proteger seus 11 ministros

O Supremo Tribunal Federal reforçou as medidas de segurança para o ano de 2019 e reforçou as medidas de segurança para seus onze ministros, além da sede do Tribunal em Brasília. Entre as medidas confirmadas, estão a aquisição de armas de choque e gás de pimenta, além da renovação da frota de carros blindados para Brasília, Rio e São Paulo.

Segundo o STF, a compra de armas não letais, que não eram usadas até então, se deu para adequar a segurança a uma lei que dispõe sobre o uso progressivo da força. Por essa lei (nº 13.060/2014), os agentes devem priorizar "instrumentos de menor potencial ofensivo".

No pacote de compras, foram adquiridos dispositivos elétricos incapacitantes, que paralisam os alvos, e espargidores de pimenta em aerossol e em espuma, similares aos usados por policiais para conter protestos de rua. O Supremo não revela como serão utilizados os equipamentos por questão de estratégia.

imprensaviva