quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Para “despetizar o Brasil”, Onyx exonera cerca de 320 servidores da Casa Civil


(Agência Brasil)
O novo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, exonerou cerca de 320 servidores que estavam em cargos de comissão ou função de confiança na pasta. O objetivo do decreto, publicado na edição desta quinta-feira (3) do Diário Oficial da União, é começar um “processo de despetização” na Presidência, segundo o ministro.

Só estão de fora do corte os servidores lotados na Subchefia de Assuntos Jurídicos ou na Imprensa Nacional, responsáveis pela preparação de atos do governo. Onyx afirmou que os servidores dispensados que queiram permanecer serão avaliados ao longo das duas próximas semanas para saber se há alguma compatibilidade com o novo governo.

"Para não sair caçando bruxa, primeiro a gente exonera e depois a gente conversa", afirmou. "O governo é novo e vem aí um novo Brasil: ou afina com a gente ou troca de casa. Simples assim", acrescentou.

O ministro disse que serão retirados “todos aqueles que têm marca ideológica clara”. “Nós todos sabemos do aparelhamento que foi feito principalmente do governo federal nos quase 14 anos que o PT aqui ficou", declarou. “Nós vamos despetizar o Brasil”, emendou.

Na avaliação de Onyx, a medida deveria ter sido tomada em maio de 2016, assim que o ex-presidente Michel Temer assumiu o governo após o impeachment de Dilma Rousseff. O ministro informou que o Poder Executivo tem, ao todo, 120 mil cargos comissionados.

Veja o decreto publicado no Diário Oficial da União:

“Os ocupantes no âmbito da Casa Civil da Presidência da República em 31 de dezembro de 2018 de cargos em comissão ou funções de confiança de nível hierárquico igual ou inferior ao nível seis do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores – DAS ficam exonerados ou dispensados.”

Com informações da Agência Brasil