quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Bolsonaro vai se comunicar com os ministros por videoconferência

O porta-voz da presidência da República, Otavio do Rêgo Barros, disse ontem (30) que o presidente Jair Bolsonaro vai se comunicar por meio de videoconferência ou áudio conferência com os ministros quando necessário. 

Segundo ele, o presidente será preservado de falar porque há possibilidade de que gases entrem em sua cavidade abdominal, o que poderia provocar dores e dificuldade na cicatrização.

“[Reuniões] não acontecerão. Os ministros farão, se necessário, suas consultas por meio de videoconferência ou áudio conferência. Testamos os dois sistemas e funcionaram perfeitamente”, disse. “Ele [Bolsonaro] vai absorver a informação e vai escrever a orientação dele. Essa é a nossa ideia”, acrescentou.

No entanto, se houver liberação médica, Bolsonaro poderá falar novamente para exercer suas funções na presidência. A previsão de alta continua em 10 dias após a cirurgia. A possibilidade de uma reunião presencial com ministros para tratar do desastre em Brumadinho (MG) foi adiada. 

Questionado sobre o fato de Bolsonaro não poder falar e isso influenciar no desempenho de suas funções, o porta-voz disse que o presidente tem “poder de deliberar e poder direcionar as ações referentes ao poder executivo”. Rêgo Barros disse que o presidente já mexe no telefone, tem contato com outras pessoas e assiste televisão. Hoje não houve despachos de Bolsonaro, segundo ele.

Com ResumoPB
oblogdepianco.com.br