terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Por que o Natal é comemorado em 25 de dezembro

(Opus Dei)
Parece incrível, mas a escolha da data não tem nada a ver com o nascimento de Jesus. Os romanos aproveitaram uma importante festa pagã realizada por volta do dia 25 de dezembro e “cristianizaram” a data, comemorando o nascimento de Jesus pela primeira vez no ano 354. O 25 de dezembro é apenas uma data simbólica, adotada pela Igreja por volta do século 4. Na verdade, ninguém tem ideia de quando Jesus Cristo nasceu. Cerca de 30% da humanidade – ou todos aqueles que são cristãos – comemoram o nascimento de Jesus Cristo no Natal, dia 25 de dezembro.

Porque comemoramos o Natal dia 25
Paganismo. Outra explicação seria uma celebração romana pagã anterior ao cristianismo e que ocorria exatamente no dia 25 de dezembro. Esse festejo era chamado Natalis Solis Invictus e marcava a volta dos dias mais longos depois do solstício de inverno. O Natal é uma data em que comemoramos o nascimento de Jesus Cristo. Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração.

Qual é a verdadeira origem do Natal
Essa comemoração não é o Natal. Trata-se de uma homenagem à data de “nascimento” do deus persa Mitra, que representa a luz e, ao longo do século 2, tornou-se uma das divindades mais respeitadas entre os romanos. A história do Natal começa, na verdade, pelo menos 7 mil anos antes do nascimento de Jesus.

oblogdepianco.com.br com Google