sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Em Piancó, Vereador se pronuncia na Tribuna e no final de Sessão é abordado por casal no meio da rua sob ameaças de agressão

O vereador líder do prefeito na Câmara de Piancó, José Luiz [Neguinho Marinheiro/PSD] como de costume, usou o espaço que é de direito da bancada da Situação e na pauta abordou vários assuntos se referindo ao Legislativo local, questionando algumas situações atípicas aos princípios básicos que regem aquela Casa de Trabalhos Legislativos. Dentre assuntos que mencionam o boicote que a Mesa da Câmara vem exercendo contra os vereadores da Situação, o parlamentar fez questão de mencionar atos um tanto disconforme com a realidade e a lisura daquela Casa e mencionou o nome de alguns funcionários que exercem funções, indicada pelo vereador Cícero Fábio (DEM). A Sessão, como de costume, acontece todas as quintas-feiras, com início às 19:00 e encerramento às 22:00 horas. Ao deixar a sede do Poder Legislativo nesta quinta-feira (13/12), o vereador Neguinho Marinheiro foi surpreendido por um casal que se dizia pais de uma funcionária comissionada, citada pelo parlamentar durante o uso da Tribuna. Segundo o vereador, o casal partiu pra cima dele com o intuito de agredi-lo fisicamente, o que não ocorreu por ação de algumas pessoas que se envolveram e conseguiram acalmar os ânimos de todos.

O vereador Neguinho Marinheiro é um parlamentar polêmico e não tem rabo preso, sendo um dos cotados a disputar pelo Bloco da Situação, a presidência da Mesa da Câmara, para o Biênio 2019/2020. Como líder do prefeito, cabe ao parlamentar abordar todos os temas que dizem respeito a cargos públicos.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu  que vereador não pode ser condenado na Justiça por falas proferidas no “ambiente” da Câmara local. Para os ministros, os vereadores estão protegidos pelo princípio constitucional da imunidade parlamentar quando proferirem supostas ofensas em plenário ou nas dependências da Casa legislativa. O que não foi caso do vereador Neguinho, que não ofendeu nenhum parlamentar nem tampouco funcionário comissionado.

O vereador José Luiz [Neguinho] disse que não tomará qualquer providência perante a Justiça sobre o episódio dessa quinta-feira e nem mesmo se interessou em prestar queixa na delegacia (Boletim de Ocorrência) pelo ato impensado daqueles que lhe tentaram agredir. "São coisas da política", disse o parlamentar.

A Câmara Municipal de Piancó, realizou sua 32ª SESSÃO ORDINÁRIA DO 2º PERÍODO LEGISLATIVO DO PRIMEIRO ANO DA LEGISLATURA 2017 A 2020, neste dia 13 de dezembro de 2018.

oblogdepianco.com.br