terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Em Piancó, Eleições da Mesa da Câmara deixa expectativa e silêncio

A eleição para a Mesa da Câmara Municipal de Piancó, que se realizará no dia primeiro de janeiro de 2019, para o Biênio 2019/2020, tem sido pautada no silêncio dos parlamentares (11 vereadores). A Expectativa é grande e até a população não ousa colocar um palpite sobre quem será o ungido para comandar a Casa de Padre Manuel Otaviano, a partir de janeiro de 2019.

É histórico a desconfiança entre os parlamentares. Muitos ali já passaram pela experiência de na véspera da eleição para a Mesa, dormirem com um nome escolhido e na hora do registro das chapas, vencer um nome que não estava sequer, sendo cogitado para ganhar. Já houve oportunismos que chegaram a criar conflitos e até vias de fato, entre parlamentares. A "briga" é grande e muitos se perguntam: "O que há de bom por trás da cadeira de presidente da Câmara?". Bem, muitos que presidiram aquela Casa de Trabalhos Legislativos, exageraram na função e extrapolaram as funções e responsabilidades, que chegaram a ter contas rejeitadas e ficarem inelegíveis por alguns anos. "Deve ser muito bom ser presidente", comentou um eleitor. Os exemplos das eleições passadas sempre foram marcados por conflitos e até polícia, para poder dá segurança aos parlamentares e a própria população que sempre se faz presente ao evento.

Candidatos
Pela Base da Situação, há especulações de que dois nomes estão sendo avaliados pelo Grupo: Trata-se da vereadora Vanderlandia Tomaz (Pros) e o vereador José Luiz (PSD). Se chegarem a um consenso, há como vencer, visto ser composta de 06 (seis) parlamentares, portanto, maioria.

Já na Base da Oposição, um silêncio sepulcral dá o tom dos cinco parlamentares que compõem o Grupo contrário a atual gestão municipal.

Há aqueles, cidadãos, que apostam numa surpresa, a exemplo do que ocorreu na última eleição para a Mesa, onde foi eleito o vereador Hermógenes Azevedo (PTN/Podemos). 

Existe também os eleitores que acreditam em movimentação financeira para conseguir "convencer" alguns parlamentares descontentes, tanto na base de Situação, quanto na Oposição. E a dúvida persiste!

Só será possível avaliar o pleito, momentos antes da votação. Pois sempre há surpresas de última hora.

Nenhum nome do Grupo da Oposição se colocou como pré-candidato a presidência. "Com certeza teremos surpresas", disse um vereador que pede pra não ser identificado.

oblogdepianco.com.br