terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Apesar de ser um rio perene, o Rio Piancó pede socorro aos céus para que venha mais chuvas

Conforme informações bibliográficas, o Rio Piancó é um curso d'água brasileiro que banha a região ocidental do estado da Paraíba. É um dos principais formadores da bacia Piranhas-Açu. 

O Rio Piancó nasce nos contrafortes das serras que separam os territórios da Paraíba, de Pernambuco e do Ceará, numa região que serve de divisória de águas dos vales dos rios Pajeú, Jaguaribe e Piranhas-Açu. Recebe o nome "Piancó" ao adentrar o município de Conceição, no Sertão paraibano. Termina seu curso no açude Coremas, uma das maiores barragens brasileiras. Daí se junta ao sistema Piranhas-Açu ainda em território paraibano. 

A bacia do Piancó cobre uma área de 5.683 km² e banha 26 municípios, favorecendo uma população de quase 200 mil pessoas.

Com quase cinco anos de seca, o Rio Piancó pede socorro aos céus pela falta de água. Com as chuvas que caem esporadicamente na região, vez por outra a água desce o caudaloso rio aurífero do Vale do Piancó. Enquanto não se consolida um inverno no Sertão, o rio morre de sede e seus ribeirinhos ficam sem ânimo para esperar a água cair dos céus e molhar as terras áridas e férteis da região.

Enquanto a água não chega em abundância, o homem do campo ara a terra com o apoio do Município, na esperança de que 2019 traga surpresas boas para uma colheita que venha a matar a fome dos seres humanos e animais.

oblogdepíanco.com.br