quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Tereza Cristina é anunciada por Bolsonaro como ministra da Agricultura


A deputada Tereza Cristina (DEM-MS), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, acaba de ser confirmada como futura ministra da Agricultura. O nome dela foi aprovado pelos integrantes da bancada ruralista e levado ao presidente eleito Jair Bolsonaro, que aceitou a indicação.

"Boa noite! Informo a todos a indicação da senhora Tereza Cristina da Costa Dias, Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, ao posto de Ministra da Agricultura", escreveu no Twitter o presidente eleito.

Tereza se elegeu para o seu primeiro mandato em 2014 pelo PSB. Chegou a liderar a bancada. No fim do ano passado, trocou o partido pelo DEM após contrariar a executiva nacional ao apoiar o governo Michel Temer. Mesmo filiada a uma legenda que fazia parte da coligação de Geraldo Alckmin (PSDB), Tereza aderiu à campanha de Bolsonaro ainda no primeiro turno. Ela representa uma bancada composta atualmente por 261 deputados e senadores.

Na ocasião, em nome da frente, a deputada disse que o então candidato do PSL era o que mais demonstrava afinidade com o setor rural. Segundo ela, a decisão atendia a um “clamor do setor produtivo nacional, de empreendedores individuais aos pequenos agricultores e representantes dos grandes negócios”.

Veja o comunicado divulgado pela bancada ruralista nesta terça-feira e os parlamentares que apoiaram a indicação da deputada para o ministério:

"Membros da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) estiveram reunidos, hoje, com o presidente da República eleito Jair Bolsonaro.

A bancada, após consenso entre parlamentares e entidades representativas da Agropecuária, sugeriu o nome da deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS), presidente de FPA, para o Ministério da Agricultura.

Jair Bolsonaro aceitou a indicação e confirmou o nome da deputada Tereza Cristina para assumir a pasta. 
 
Assessoria de Imprensa FPA"