terça-feira, 6 de novembro de 2018

Deputado eleito Walber Virgulino critica segurança da Paraíba: “Amadora”

O deeputado estadual eleito na Paraíba, Walber Virgulino (Patriotas), comentou sobre como pretende atuar na Assembleia Legislativa.

Em entrevista nesta segunda-feira, 05, Walber destacou que terá um posicionamento independente na Casa, sem revanchismos, e que irá trabalhar em prol da Paraíba, votando nas causas de interesse do Estado.

– A oposição tem seus interesses. Não podemos ser oposição por oposição. O povo da Paraíba exige responsabilidade e sensatez e o que for interessante para o povo temos que votar a favor, e o que for contra o povo temos a obrigação de criticar e tentar barrar – destacou.

Walber frisou que irá cobrar o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos agentes penitenciários, pois, segundo ele, “dinheiro existe, mas falta competência”.

Também criticou a situação da segurança pública do Estado, afirmando que inexiste um plano de governo nesse sentido na Paraíba.

– Temo muitas bandeiras e a segurança é uma delas. Vamos fiscalizar. Fiscalizar, se por ventura vier um empréstimo, saber para onde vai esse dinheiro, porque hoje na Paraíba se faz empréstimo a toque de caixa e não sabemos para onde vai. Praticamente se joga em estrada, e é mesmo que jogar no lixo, porque o dinheiro desaparece. Inexiste uma política de segurança pública na Paraíba, o que existe é uma política da propaganda, da perseguição e da desvalorização do profissional. Vemos uma segurança pública amadora e dividida, onde vemos os dois grupos que dominaram a polícia nesses oitos anos brigando por cargos, envergonhando a Polícia Civil. Tem que haver uma mudança drástica e governador João Azevedo não pode continuar com essa equipe que está aí – reprovou.

Por fim, Walber acusou os atuais gestores da segurança do governo Ricardo Coutinho de serem apenas cabos eleitorais.As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Paraibaonline