quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Clodoaldo Brasilino: Obras da igreja de Santo Antonio em Piancó

por Clodoaldo Brasilino Filho*

Em 16 de outubro de 1896, ás 16 horas da tarde, chegou a Vila de Piancó o Monsenhor Francisco Rodrigues Monteiro, que foi a Piancó auxiliar na continuação dos trabalhos da Matriz local, há muitos anos paralisadas, por falta de um sacerdote que desse ânimo a população. O sacerdote foi recebido nas imediações da Fazenda cavaletes próximo a Vila de Piancó pelo prefeito Cel. Tiburtino Leite Ferreira. 

Ao passar em Misericórdia (Hoje Itaporanga) foi acompanhado até Piancó pelo Major Irineu Rodrigues dos Santos e seu cunhado capitão José Vicente Nogueira Paz. Na entrada da Vila de Piancó, foi recebido pelo Alferes Francisco Tolentino Leite Ferreira, com carinhosas palavras de apreço. A banda de música colocada pelo capitão João Bezerra Leite Filho que fazia honras ao sacerdote. As 06 horas da tarde, o Monsenhor dirigiu-se a casa do Dr.Felizardo Leite, onde na frente da mesma estavam o juiz Dr. Matos Rolim, Tabelião Rodão Gambarra, Alferes Rodolfo de Caldas e o secretário do Conselho Municipal, Joaquim Ideão. Ao discursar o prefeito Tiburtino Leite diz: "És a Vila de Piancó animada pela presença do digno eclesiástico, que vem fortalecido e que tudo fará para que a obra da Matriz de Santo Antonio tenha o mais próspero resultado. Enfim, foi concluída a construção da Igreja de Piancó, Hoje igreja de Nossa Senhora do Rosário.

*Historiador/pesquisador

oblogdepianco.com.br