segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Clodoaldo Brasilino: ATOS E NOMEAÇÕES HISTÓRICAS - Piancó 270 anos

por Clodoaldo Brasilino Filho*
EM 25 DE FEVEREIRO DE 1892, O PRESIDENTE DO ESTADO DA PARAÍBA, NOMEIA O CIDADÃO FRANCISCO ANTONIO PEREIRA PINTO, PARA ASSUMIR O CARGO DE JUIZ MUNICIPAL INTERINO DO MUNICÍPIO DE PIANCÓ, NA QUALIDADE DE MEMBRO DO CONSELHO DE INTENDÊNCIA DO RESPECTIVO MUNICÍPIO, POR TER DEIXADO O PRESIDENTE DA MESMA INTENDÊNCIA, BEL.
FRANCISCO E PAULA E SILVA PRIMO.

EM 17 DE NOVEMBRO DE 1832, É RECONDUZIDO AO POSTO DE ADMINISTRADOR DA VILA DA NOVA VILA DE PIANCÓ, CORONEL JOÃO LEITE FERREIRA.(NÃO EXISTIA PREFEITO).

EM 04 DE MAIO DE 1840, É NOMEADO ADMINISTRADOR SUBSTITUTO DA VILA DE PIANCÓ,JOSE VICENTE RODRIGUES DE SOUSA.

EM 04 DE JANEIRO DE 1841,É EMPOSSADO COMO COMANDANTE GERAL DO ESQUADRÃO DE CAVALARIA DA VILA DE PIANCÓ, CORONEL JOÃO LEITE FERREIRA, TENDO COMO AUXILIARES OS SRS. STANISLAU LOPES DA SILVA,JOÃO BATISTA DE FREITAS, DAVID GOMES DE SÁ E WENCESLAU PEREIRA CHAVES.

EM 14 DE ABRIL DE 1845 É EXONERADO A PEDIDO PELO GOVERNO IMPERIAL DO CARGO DE ADMINISTRADOR DA VILA PIANCÓ, CORONEL JOÃO LEITE FERREIRA, SENDO NOMEADO COMO SUBSTITUTO CORONEL JOÃO LEITE FERREIRA.

EM 17 DE ABRIL DE 1846, O CORONEL JOÃO LEITE FERREIRA, PEDE AFASTAMENTO DO CARGO DE COMANDANTE DA GUARDA NACIONAL DO MUNICÍPIO DE PIANCÓ, ALEGANDO QUE, COM MAIS DE 40 ANOS DE SERVIÇOS PRESTADOS A SUA PÁTRIA A QUEM COM MUITO PRAZER TEM SERVIDO, MAS, EM ESTADO DE SAÚDE AVANÇADO DE MOLÉSTIA QUE PADECE, PEÇO AFASTAMENTO E SUPLICO QUE MESMO FORA DO CARGO,MANTER-ME NA CHEFIA DO MUNICÍPIO, A TITULO DE BE SERVIR.
JOÃO LEITE FERREIRA


EM 08 DE MARÇO DE 1849, O PRESIDENTE DA PROVÍNCIA DA PARAÍBA, SANCIONA LEI 739,AUTORIZANDO A CÂMARA MUNICIPAL DE PIANCÓ,CONTRATAR JUNTO AO SR. MARCOLINO PEREIRA LIMA E SUA ESPOSA D'AGUÍDA ANDRADE LIMA, A CONSTRUÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO PRIMEIRO AÇOUGUE PUBLICO DA VILA DE PIANCÓ.

EM 11 DE DEZEMBRO DE 1850, O ADMINISTRADOR GERAL DOS CORREIOS DA CAPITAL, COMUNICA AO ADMINISTRADOR DA VILA DE PIANCÓ, QUE A AGENCIA DO CORREIO DA VILA, FOI SUPRIMIDA POR ATO DO GOVERNO IMPERIAL.

EM 26 DE JULHO DE 1854, A DIOCESE DE OLINDA, CONFIRMA A NOMEAÇÃO DO PE. MANOEL DE SOUSA FERRAZ, VIGÁRIO COADJUTOR DA FREGUESIA DE PIANCÓ,PERMANECENDO COMO VIGÁRIO COLADO DA MATRIZ O PADRE MANOEL DA CONCEIÇÃO CARVALHO ROSAS.

EM 15 DE ABRIL DE 1855, O GOVERNO IMPERIAL DETERMINAVA, POR SOLICITAÇÃO DA PROVÍNCIA DA PARAÍBA OS LIMITES TERRITORIAIS DA MUNICÍPIO DE PIANCÓ. "AO NORTE COM SOUSA E POMBAL, AO LESTE COM PATOS, AO SUL COM PAJEÚ DAS FLORES E PELO OESTE COM A PROVÍNCIA DO CEARÁ".

EM 10 DE JUNHO DE 1858, O GOVERNO DA PROVÍNCIA DA PARAÍBA, ORDENA A CRIAÇÃO DA PRIMEIRA ESCOLA DO SEXO FEMININO DA VILA DE PIANCÓ, LEI 04 DO MESMO ANO, PROJETO DO DEPUTADO ELIAS DA COSTA RAMOS.

EM 03 DE MAIO DE 1858, O PRESIDENTE DA PROVÍNCIA DA PARAÍBA, NOMEIA DR. JOÃO LEITE FERREIRA, PARA O CARGO DE JUIZ MUNICIPAL DA VILA CONSTITUCIONAL DE SANTO ANTONIO DE PIANCÓ E NO MESMO ATO NOMEANDO COMO SUPLENTE DO MESMO CEL. CARGO, TIBURTINO LEITE FERREIRA.

*Historiador/pesquisador

oblogdepianco.com.br