terça-feira, 2 de outubro de 2018

176 municípios estão em situação de emergência e Tovar afirma que falta vontade política para acabar sofrimento com seca

O Diário Oficial desta terça-feira (02) trouxe o decreto de situação de emergência de 176 municípios afetados pela estiagem. O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) lamentou a falta de ação do Governo do Estado e a incapacidade de executar obras estruturantes que garantam a segurança hídrica. Ele disse que falta vontade política para por um fim no sofrimento ocasionado pela seca.

“O fantasma da seca volta a nos assombrar. Passamos pela maior seca dos últimos 90 anos, muitas cidades nem se recuperaram e agora já temos a estiagem batendo a nossa porta. O que me deixa mais indignado é que o Governo do Estado não realizou obras estruturantes e nem fez o seu dever de casa em relação a água da Transposição do Rio São Francisco. O resultado é falta de água e sofrimento para a população”, disse o deputado.

Tovar destacou que muitas localidades como Israel, Jerusalém, Londres e Tóquio tem problemas sérios de estiagem prolongada. Israel, por exemplo, enfrenta até nove meses de seca por ano. A produção de água doce é de 2 bilhões de metros cúbicos por ano, mas jamais falta água, pois houve investimento em dessalinização, construindo mais de 50 usinas que respondem por quase 40% da água que os israelenses bebem. O país tem uma agricultura desenvolvida e raramente passa por crises hídricas. Atualmente de 80% a 90% dos esgotos são tratados e reutilizados.

“Exemplos de como conviver com a seca não nos falta, o que nos falta é vontade política de realização ações simples de reutilização da água, além do desenvolvimento de obras estruturantes. Não aguento mais o discurso vazio de Ricardo Coutinho de que foi o governador que mais fez pela segurança hídrica. Se tivesse feito, não tínhamos tantas pessoas sem água para necessidades básicas”, disse.

Assessoria de Imprensa