sexta-feira, 7 de setembro de 2018

“Parecia uma pancada na boca do estômago. A dor é insuportável”, diz Bolsonaro

(Reprodução)
Candidato à Presidência pelo PSL aprece lúcido no vídeo, mas fala com dificuldade. Presidenciável foi esfaqueado ontem (quinta, 6), durante ato de campanha.

Em vídeo gravado por correligionários e aliados, na cama do hospital em que se encontra em Juiz de Fora (MG), o deputado e candidato a Presidente da República Jair Bolsonaro (PSL-RJ) agradece o apoio recebido e fala publicamente pela primeira vez sobre o atentado que sofreu ontem (6).

O deputado afirmou que "nunca fez mal a ninguém" e lamentou não poder acompanhar o desfile de 7 de Setembro.

Bolsonaro aparece no vídeo lúcido, mas falando com dificuldade. Antes de começar a falar, ele participa - junto com os filhos - de uma oração conduzida pelo senador Magno Malta (PR-ES).

“Eu quero agradecer a Deus neste momento. Quero agradecer também a médicos e enfermeiros que me viram desde o começo. Eu estava muito preocupado porque parecia uma pancada na boca do estômago, como se fosse uma bolada no futebol. A dor é insuportável. Mas nada de mais grave aconteceu”, afirma o candidato.

Veja o vídeo: