quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Sessão Especial - Assembleia vai discutir câncer dentário, doença matou 4 mil pessoas em 2017

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realiza nesta sexta-feira (10), às 10:00h, uma Sessão Especial para discutir, junto ao Programa de Endodontia e Reabilitação Oral de Pacientes com Câncer (Ero), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a situação dos pacientes oncológicos no Estado e os resultados de programas de humanização na saúde através dos cuidados paliativos. A sessão, de autoria do deputado Tovar Correia Lima (PSDB), será realizada no plenário do Poder Legislativo.

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que se somados os números de 2018 e 2019, serão 23 mil novos casos de câncer da cavidade oral expostos em homens e 7 mil em mulheres; 45% das doenças cardíacas provém de descuido na saúde bucal. Os números de óbitos causados pela endocardite bacteriana e o câncer de cavidade oral são alarmantes. Somente em 2017, o câncer bucal teve 14 mil novos casos e 4 mil mortes.

“Este é um topo de câncer não muito comum, mas as pessoas precisam ser alertadas para este risco. Por isso, propomos a realização dessa Sessão Especial para que os profissionais que compõem Programa de Endodontia e Reabilitação Oral de Pacientes com Câncer para discutirmos mais a fundo esse problema”, destacou Tovar.

Especialistas alertam para que dentistas ou médicos devem ser consultados antes de alguns sintomas persistirem mais de três semanas, como:úlcera persistente ou ferida na boca ou língua, que pode ou não ser doloroso; uma mancha vermelha ou branco em sua boca; inexplicável dor na boca ou na orelha;perda dos dentes ou dentaduras que não se enquadrem adequadamente; mudança em sua voz; e sangramento anormal ou dormência.

oblogdepianco.com.br com Assessoria