domingo, 5 de agosto de 2018

Sem definir vice, PT confirma Lula: “Vamos a uma luta sem tréguas”

O PT confirmou neste sábado (4) a candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República. Mas manteve o mistério sobre quem fará parte da chapa na condição de vice. Preso em Curitiba, Lula enviou uma carta à militância em lamentou não poder participar do encontro nacional pela primeira vez, em 38 anos de partido. Disse está disposto a liderar uma "luta sem tréguas" em defesa da democracia no país contra uma “eleição de cartas marcadas”.

“Hoje a nossa democracia está ameaçada. Há dois anos deram um golpe parlamentar para destituir a presidenta Dilma Rousseff, rasgando a Constituição. Agora querem fazer uma eleição presidencial de cartas marcadas, excluindo o nome que está à frente na preferência popular em todas as pesquisas”, escreveu. “Já derrubaram uma presidenta eleita; agora querem vetar o direito do povo escolher livremente o próximo presidente. Querem inventar uma democracia sem povo”, complementou o ex-presidente em texto lido pelo ator Sérgio Mamberti.

O anúncio oficial da candidatura de Lula foi feito pela presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), em ato realizado na Liberdade, no Centro de São Paulo. “Viemos aqui para votar no nosso candidato a presidente, Lula. Esse é um momento histórico. Lula é o nosso candidato a presidente da República”, disse Gleisi.

Lula está preso desde o começo de abril, condenado em segunda instância no caso do triplex em Guarujá, a doze anos e um mês de prisão, o que, de acordo com a Lei da Ficha Limpa, o torna inelegível. A questão precisa ser decidida pelo TSE e só pode ser julgada depois do registro oficial, que ocorre até dia 15 de agosto.

Leia mais


oblogdepianco.com.br com CongressoemFoco