segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Emedebistas de Santana dos Garrotes participam de Convenção e confirmam o nome de Zé Maranhão para governar a PB

O partido do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) oficializou neste domingo (05) em João Pessoa, o nome do senador e ex-governador José Maranhão, como candidato ao governo do estado da Paraíba para as Eleições 2018. Durante a Convenção, realizada em  clube Cabo Branco, no bairro do Miramar em João Pessoa, o nome de José Maranhão foi definido de forma unânime pelo partido. Uma comissão de aliados do senador e agora candidato Zé Maranhão, advindos da cidade de Santana dos Garrotes, no Vale do Piancó, fizeram questão de está presente, como convencionais e aliados envolvidos no projeto que a partir de agora se inicia com vistas ao pleito majoritário e proporcional referente as eleições de 2018.

O empresário Neto Caíca, vereador Augusto Antas, advogados Charles Caíca e  Segundo Bezerra, registraram uma imagem desse momento histórico, ao lado de Zé Maranhão, onde todos estiveram presente nesse momento da arrancada inicial.

"Iremos marchar juntos representando Santana dos Garrotes nessas eleições, pois queremos quem nos represente de verdade e conheça os nossos problemas e que saiba ouvir as nossas soluções para esse povo que merece atenção do governo estadual", disse Neto Caíca.

Sobre Maranhão
José Maranhão é senador pela Paraíba, eleito em 2014, e tem mais quatro anos de mandato. O senador vai compatibilizar os trabalhos como senador com a campanha para retornar ao governo da Paraíba. Caso eleito, o senador deixa a vaga e assume a primeira suplente, Nilda Gondim (MDB).

José Maranhão é empresário e também formado em direito pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Eleito deputado estadual quatro vezes (1954 1958, 1962, 1966), deputado federal três vezes (1982, 1986 e 1990) e senador duas vezes (2002 e 2014). Maranhão foi governador em três momentos: em 1995, como vice ao assumir após morte de Antônio Mariz, em 1998 após ser reeleito e em 2008 ao assumir o governo estadual com a cassação de Cássio Cunha Lima, que havia sido eleito em 2006 vencendo o próprio Maranhão nas urnas.

oblogdepianco.com.br com G1PB