quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Disputa eleitoral para o governo do Estado tem dois milionários

As cinco chapas que pediram registro de candidatura ao governo da Paraíba junto ao Tribunal Regional Eleitoral somam patrimônio de mais de R$ 18,5 milhões - considerando candidatos a governador e seus respectivos vices. O prazo final para oficializar os pedido de registro é hoje, mas com a apresentação definida, a declaração de bens já está disponível no site da Justiça Eleitoral.

O candidato com o maior patrimônio declarado é o senador José Maranhão (MDB), com R$ 8.037.673,96. Apesar do valor, o montante é 9% inferior ao declarado na eleição de 2014, quando ele disputava o mandato em vigor. Naquele pleito, os bens declarados somavam R$ 8.830.629,26.

O segundo colocado no ranking patrimonial, segundo a declaração de bens entregue à Justiça Eleitoral, é o ex-secretário João Azevêdo (PSB), com R$ 1.058.340,88. Ele nunca disputou cargo eletivo, então não há dado comparativo.

O executivo Lucélio Cartaxo (PV) foi o concorrente a governador que declarou o terceiro maior valor entre os titulares de chapa, com R$ 746.963,23. Há quatro anos, candidato a senador, ele declarou bens num total de R$ 590.986,52. Os dados indicam um aumento patrimonial de 26,39% no período.

O assistente social Tárcio Teixeira (Psol) declarou bens no valor de R$ 299.157,64 - montante 18,28% superior ao declarado na eleição anterior, quando também disputou o governo da Paraíba. Naquela ocasião, o seu patrimônio pessoal somava R$ 252.928,00.

A quinta candidata, a professora Rama Dantas (PSTU), declarou os mesmos R$ 8 mil de patrimônio que já havia informado à Justiça Eleitoral no pleito de 2014, quando disputava o cargo de senadora.

Companheiros
Entre os candidatos a vice-governador, o que declarou o maior patrimônio pessoal foi o advogado estreante na disputa, Bruno Roberto (PR), com R$ 4.335.706,33. Em seguida vem a atual vice-governadora, a médica Lígia Feliciano (PDT), que declarou o montante de R$ 3.734.160,93. O valor é 16,9% superior ao declarado na eleição de 2014 (R$ 3.195.406,67).

A terceira candidata a vice com maior patrimônio é a médica Micheline Rodrigues (PSDB), com R$ 414.675,04 em bens informados à Justiça Eleitoral. O vice da chapa do PSTU, Emanuel Candeia, declarou bens no valor total de R$ 12 mil.

Estreante como Bruno, Micheline e Emanuel, a professora Adjany Simplício declarou apenas um veículo no valor de R$ 5 mil como patrimônio.

correiodaparaiba