domingo, 22 de julho de 2018

PSL confirma Janaína Paschoal como vice de Bolsonaro

O presidente licenciado do PSL, Luciano Bivar, confirmou em entrevista à rádio BandNews que a advogada Janaína Paschoal será a candidata a vice-presidente de Jair Bolsonaro. A chapa deve ser confirmada na convenção nacional da sigla, marcada para este domingo (22). 

O paraibano Julian Lemos, vice-presidente nacional do PSL, esteve pessoalmente envolvido nas tratativas ao lado do presidente nacional da legenda, Gustavo Balbiano.

Ao fim de um evento de formatura de paraquedistas do Exército neste sábado no Rio de janeiro, Bolsonaro falou sobre o assunto e disse que as conversas para que Janaína seja a sua companheira de chapa estão adiantadas. 

“Ela é uma pessoa vivida na questão de sofrer pressão, do impeachment, de sofrer muita pressão. Então ela está apta a se manter numa tranquilidade quando pressionada. E logicamente a bagagem cultural dela, vai somar muito”, explicou. 

Janaína ganhou notoriedade por ter sido a autora do pedido de Impeachment que acabou tirando Dilma Roussef da presidência da Republica. Ela se filiou ao PSL em abril, perto da data limite para concorrer nas eleições deste ano. 

Ainda neste sábado, Jair Bolsonaro aproveitou para alfinetar o presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin, pela aliança com os partidos do chamado centrão: DEM, PRB, PP PR e SD.

O presidenciável fez uma ressalva, afirmando que não se referia aos deputados e senadores. "Eu quero cumprimentar o Alckmin. Ele juntou a alta nata de tudo que não presta no Brasil ao lado dele”, disse.

“A alta nata não quer dizer os parlamentares. A nata que define, que decide as situações”, declarou. 

Apesar de criticar o bloco de partidos, o deputado viu na última semana naufragar sua tentativa de firmar aliança com um deles, o PR de Valdemar Costa Neto, ex-deputado condenado no processo do mensalão. Com a parceria, ele tentava atrair o senador Magno Malta (ES) como vice em sua chapa.

oblogdepianco.com.br com Portal Veja Agora