sábado, 9 de junho de 2018

RC critica chapa com Micheline e diz que é 'política do familismo'; Romero rebate

O governador Ricardo Coutinho (PSB) não deixou passar a oportunidade de fazer seu comentário a respeito da decisão do lançamento da pré-candidatura da primeira-dama de Campina Grande, Micheline Rodrigues (PSDB), como vice-governadora do Estado na chapa encabeçada por Lucélio Cartaxo (PV). O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (8), por meio de nota enviada à imprensa.

De acordo com Ricardo, a escolha pelo nome de Micheline, que é esposa do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), como vice ao lado de Lucélio Cartaxo, que é irmão do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV), é a volta da política do familismo.

“Se quer voltar essa política do familismo, das famílias achando que podem mandar no povo, repartindo recursos e possibilidades do estado como se fazia antes da nossa chegada ao governo”, criticou Ricardo.

Segundo Ricardo, os interesses defendidos por eles, são de uma Paraíba ultrapassada. “Sobre quem vai compor a chapa dele, a mim pouco interessa. O que interessa são as ideias que eles pensam, e as ideias que eles pensam são ideias ultrapassadas, de uma Paraíba que funcionava em função de alguns poucos interesses”, finalizou o governador.

Romero rebate declarações
Em resposta as declarações de Ricardo, o prefeito Romero Rodrigues, afirmou que a união entre as famílias tem tirado a estabilidade emocional do governador.

“Ricardo faz a política da agressão, e não é uma característica nossa. Eu confesso que não é uma chapa da família, é uma chapa de família, diferentemente da característica dele, porque a gente sabe preservar os valores da família. Deve ser por isso que ele fica irritado, porque ao invés de agredir, tem outros aspectos que são mais importantes. Isso tem tirado um pouco da estabilidade emocional dele, quando ele discorda, ele agride”, rebateu Romero.

oblogdepianco.com.br com Blog do Gordinho