sexta-feira, 1 de junho de 2018

PSOL reafirma candidatura ao Senado e quer ocupar espaços à esquerda

O ex-presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, avaliou nesta sexta-feira, 1, que a decisão do Partido dos Trabalhadores não lançar chapa própria nas Eleições deste ano e se aliar à pré-candidatura do ex-secretário João Azevêdo (PSB) não prejudicará as pré-candidaturas majoritárias do PSOL. “Esse alinhamento anunciado entre o PT e o PSB não prejudica nem provoca isolamento ao PSOL, que já tinha como certo que marcharia com candidatura própria tanto ao Governo do Estado quanto ao senado”, pontuou.

Fabiano Galdino acredita que, num senário com ou sem um nome do PT numa chapa que dispute o senado, o PSOL pretende estabelecer uma maior aproximação com o povo e a sociedade civil organizada, a fim de debater as questões relevantes para o resgate produtivo daquela Casa. “Entretanto, com a provável ausência de um nome do PT na chapa majoritária do PSB, acredito que a pré-candidatura do prof. Nelson Júnior (PSOL) ao senado tenderá a ganhar mais força”, ressaltou.

“Na pré-candidatura do professor Nelson Júnior encontraremos qualidades indispensáveis para a missão de elevar a representação do Estado e do povo numa Casa legislativa em dívida com seus representados”, afirmou.

oblogdepianco.com.br com ParaíbaJá