quarta-feira, 13 de junho de 2018

Piancó - Dia dos Namorados e Missa de Santo Antonio enche a cidade de amor e religiosidade

As festividades alusivas ao Padroeiro Santo Antonio na cidade de Piancó, tiveram início no último dia 1º e encerramento neste dia 13 de junho de 2018. Durante esses treze dias de festa religiosa, a cidade se encheu de esperanças e crenças de que um futuro bem melhor se aproxima. Com a parceria entre a Igreja Católica, liderada pelo Pároco local, Ronaldo e do outro lado, a prefeitura de Piancó na pessoa do prefeito Daniel, as festividades tiveram um sinônimo de harmonia e crença no Padroeiro Santo Antonio. 

A Missa
A missa de Santo Antonio, ocorre no dia 13 na Igreja Matriz que leva o nome do Santo Padroeiro, Fernando Martins de Bulhões, o Santo Antônio, que nasceu em 1191, em Lisboa, Portugal. Filho único dos nobres Martinho de Bulhões e Teresa Taveira, desde pequeno demonstrava a religiosidade, o amor aos pobres e a habilidade em pregar.


Procissão
A procissão com a imagem de Santo Antonio, saiu da Igreja de Nossa Senhora do Rosário em peregrinação pelas principais ruas da cidade, por volta das 16:00h até a Igreja Matriz de Santo Antonio.

Presenças
Além do grande número de fiéis nesta quarta-feira, 13 de junho, a Igreja Matriz de Santo Antonio recebeu a presença de várias lideranças políticas de nível local, regional e estadual, a exemplos do senador José Maranhão, ex-senador Efraim Morais, ex-prefeita de Piancó, médica Flávia Serra Galdino, pré-candidatos a deputados federal e estadual, e ex-prefeitos, vereadores e curiosos.

O tradicional almoço
Logo após a missa, é tradicional as lideranças políticas local, oferecer um almoço aos visitantes e a população em geral. Na casa do prefeito Daniel Galdino, um número considerável de populares e políticos, participaram de uma recepção calorosa, na pessoa das anfitriãs D'Maria Serra Galdino, Flávia Serra  Galdino e Daniel Galdino.

Na residência do ex-prefeito Sales Lima, foi feito uma recepção para aliados do ex-prefeito e a presença de amigos e políticos, oficializaram o nome do ex-gestor, como o líder das Oposições na cidade piancoense.


O governador Ricardo Coutinho não compareceu nem mandou algum representante para está na Missa, nem tampouco na praça pública e no almoço. A ausência de outros nomes também foram notadas, a exemplos do pré-candidato João Azevedo, a governador; senador Cássio Cunha Lima, Efraim Filho, Lucélio e Luciano Cartaxo, dentre outros.



A Festa de Santo Antônio virou alvo de peregrinação dos políticos na década de 1970 do século 20 por meio do ex-senador Rui Carneiro, que era devoto e morreu em 1977. Desde a morte do senador, a família Carneiro se faz representar, anualmente, nas homenagens ao padroeiro de Piancó, por meio do ex-deputado federal, ex-prefeito de João Pessoa e sobrinho do ex-senador, Antônio Carneiro Arnaud. Aliás, a imagem de Santo Antônio que hoje é venerada na Igreja Matriz de Piancó foi doada pela família Carneiro. Em 1977, o ex-senador foi a Piancó pela última vez.

oblogdepianco.com.br