quarta-feira, 23 de maio de 2018

“Ricardo Coutinho causa terror e tenta transferir culpa “, diz Tárcio Teixeira

O pré-candidato do PSOL ao governo da Paraíba, Tárcio Teixeira, publicou um texto nas redes sociais acusando o governador Ricardo Coutinho de fazer terrorismo com a questão do duodécimo repassado aos Poderes. No momento, o governo trava uma disputa no STF com o presidente do Tribunal de Justiça, Joás de Brito, que pleiteia a transferência integral dos recursos previstos no orçamento.

Tárcio considerou absurda a postura do governador e disse que é hora dele fazer uma autocrítica. “O não repasse do duodécimo significa negar educação, saúde e segurança”, afirmou.

Abaixo a postagem de Tárcio:

Absurda a postura do Governador ao não cumprir a lei, ao não fazer o devido repasse do duodécimo para UEPB, TJPB e MPPB, e tentar confundir a opinião público.

O não repasse do duodécimo significa negar educação, saúde e segurança. Ou não é no Judiciário onde muitos dos pleitos da população, inclusive contra o Estado, são resolvido? Ou não é na UEPB que deveríamos focar na pesquisa e no ensino superior em nossa Paraíba? Ou não é no Ministério Público que temos o acompanhamento das polícias e da segurança pública de modo geral?

Verdade, não podemos fechar os olhos sobre os privilégios existentes no Judiciário e no Ministério Público, na maioria das vezes negligenciando os direitos dos Servidores desses órgãos. Mas também não podemos, por causa disso, ludibriar as pessoas, como tem feito Ricardo, ao usar do medo instalado diante da insegurança que vivemos na Paraíba para esconder que ele não vem cumprindo a lei, pior, ainda tentar culpar o Tribunal de Justiça.

Ontem o Governador culpou a UEPB, hoje culpa o TJPB, amanhã culpará o MPPB, é hora dele fazer autocrítica, assumir que não resolveu o problema da segurança em 8 anos e abrir espaço para verdadeira mudança.

Tárcio Teixeira – Pré-candidato ao Governo da Paraíba

oblogdepianco.com.br com OsGuedes