domingo, 20 de maio de 2018

Em assembleia, API aprova regimento e comissão eleitoral; oposição perde votações e se retira

A Associação Paraibana de Imprensa (API) reunida em assembleia extraordinária na manhã deste sábado, 19, aprovou o regimento eleitoral que vai reger as eleições para diretoria que ocorre no mês de julho próximo. Durante a assembleia a chapa de oposição encabeçada pela atual vice-presidente, Sandra Moura, fez vários destaques e questões de ordens, o que ocasionou alguns tumultos. Depois de perder em sucessivas votações para alterações do regimento, os oposicionistas acabaram se retirando da plenária, dando a entender que o objetivo era tumultuar e colocar “cascas de bananas” no regimento eleitoral para possível judicialização do pleito.

Ao final foi aprovada a data da eleição que acontece nos dias 20 e 21 de julho, sendo no dia 20, nas cidades do interior (Guarabira, Campina Grade, Patos, Pombal, Souza e Cajazeiras) e no dia 21, em João Pessoa.

Foi eleita ainda a comissão eleitoral por unanimidade, formada pelos associados Gilson Souto Maior, Afra Soares e João Trindade, tendo como suplentes, Cesar Nitão, Babi Neves e Idelfonso Lins.

O ponto de maior polêmica foi a alteração regimento para o prazo dos associados que poderão ser candidatos. A proposta levantada por Sandra Moura de alteração do prazo para associado está filiado para poder ser candidato que estava previsto que era de 90 dias, para 12 meses, conforme o estatuto. A candidata e seus apoiadores se retiraram antes do destaque ser colocado em votação. Ao final a proposta de Sandra foi aprovada por unanimidade, mesmo sem ela está mais presente na assembleia.

oblogdepianco.com.br com com marcosweric.com.br