domingo, 1 de abril de 2018

Domingo de Páscoa

Hoje celebra-se o Domingo de Páscoa, o dia mais importante do Catolicismo, que resume o maior mistério da Fé: a esperança da Ressurreição. Jesus Cristo ressuscitou ao 3º dia, deixando-nos para sempre o seu maior ensinamento: tudo na vida renasce para aqueles que ACREDITAM.

O Domingo de Páscoa é o dia da Ressurreição de Jesus, e representa a comemoração mais importante do Catolicismo, que celebra a vida, o amor e a misericórdia de Deus. Este é o último dia do Tríduo Pascal e o último dia da Semana Santa. Ao terceiro dia, Jesus levantou-se da sua sepultura, vencendo a morte e trazendo aos fiéis o tão aguardado milagre. 

Depois da morte, da terra renasce a vida: Maria Madalena foi ao sepulcro onde Jesus se encontrava e viu que a pedra que o fechava fora retirada. O sepulcro tornou-se um lugar de esperança, de vida e de fé.

A força do amor é aquilo que nos salva: Jesus ressuscitou no lugar onde as mulheres iam ungir o seu corpo, num profundo ato de amor. Quando João, o discípulo amado, chegou ao sepulcro, viu os sinais e acreditou na Ressurreição. É no amor que encontramos Jesus e que chegamos a Deus. 

A palavra Páscoa deriva do hebraico e significa "passagem", e coincide com uma festividade pagã que celebrava a passagem do inverno para a Primavera. A Páscoa é a data mais importante da Igreja, ela traz a consigo a mensagem da ressurreição: assim como Jesus morreu para nos salvar e ressuscitou ao fim de 3 dias, também nós conseguiremos sempre reerguer-nos mesmo depois das mais duras batalhas na nossa vida, desde que acreditemos, com verdadeira fé, no poder de Deus. Na Páscoa celebra-se a passagem de Cristo da vida terrena para a vida eterna.

A Páscoa é, pois, uma época de esperança. Por essa razão, está associada aos ovos, que simbolizam o nascimento, e com os coelhos, que representam a fertilidade, por se reproduzirem muito facilmente. Os ovos são pintados de cores alegres para celebrar a alegria da vida, o renascimento da natureza e, na tradição cristã, a alegria da ressurreição de Cristo.

O Domingo de Páscoa é sempre celebrado na primeira Lua Cheia depois do equinócio de Primavera. O Domingo de Páscoa marca o fim do período de Quaresma, em que os fiéis se abstêm de comer carne. É tradição comer um cordeiro, porque segundo a Bíblia Moisés anunciou que Deus lançaria 10 pragas sobre o Egito, mas pouparia as casas dos fiéis que seguissem as suas instruções: deveriam sacrificar um cordeiro, cujo sangue devia ser passado pelas ombreiras das portas de sua casa, para assinalar que seguiam a lei de Deus, que assim os pouparia.

Nesta Páscoa, reflita sobre a sua vida, e tome consciência que, para alguma coisa poder renascer mais forte, temos de deixar partir o que já não faz falta ou o que já não nos faz bem, para desta forma podermos receber, com espaço no coração, as maravilhosas bênçãos que Deus tem para nos dar.

Oração de Páscoa

Jesus Cristo Ressuscitado,
da morte vencedor,
pela tua vida e amor,
deste-nos a Luz de Nosso Senhor.
Na Páscoa o Céu à Terra uniste
e os nossos pecados redimiste.

Por ti, abriram-se as portas dos Céus.
E nós que Te amamos e bendizemos
a tua proteção e compaixão
agora temos.

Que o teu tão puro amor em nós renasça
e que das maiores dores nos liberte
que haja harmonia e paz com a Tua graça
e que o melhor de nós
em nós desperte.

Ámem.

oblogdepianco.com.br com http://www.mariahelena.pt