segunda-feira, 30 de abril de 2018

Aguinaldo Ribeiro é citado em nova delação premiada

Não há indicativo de que haverá nova denúncia, mas no período eleitoral, toda delação é vista como perigosa. A mais recente tem como alvo o líder do governo na Câmara dos Deputados, Aguinaldo Ribeiro (Progressitas). O paraibano foi citado na delação do ex-secretário Hudson Braga, referente a uma suposta negociata ocorrida em 2014. Na época, Ribeiro tinha deixado o Ministério da Integração Nacional e, mesmo assim, teria cobrado propina do então candidato à reeleição no Rio, Luiz Fernando Pezão. A informação é da coluna Radar, da Veja.

De acordo com o relato do delator, durante um jantar, no Rio de Janeiro, Ribeiro teria relatado a Pezão que o sucessor dele, no Ministério, Gilberto Occhi, era indicação dele, em conjunto com o senador Ciro Nogueira. Teria prometido, por isso, a liberação de empréstimos no FGTS para obras na Baixada Fluminense. O crédito seria de R$ 3,5 bilhões, fruto de empréstimo com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Os recursos seriam para a execução de obras no Rio. O valor da propina cobrado, segundo a denúncia, foi de 15%.

As negociações, no entanto, fizeram este montante cair para 0,5%. Os recursos, no entanto, não chegaram a ser pagos porque na data do depósito a OAS, empresa responsável pelas obras, foi alvo de uma operação de busca e apreensão. Ou seja, é mais um desgaste para ser administrado pelo ex-ministro.

Fonte: JornaldaParaíba