quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Suspeitos de três assassinatos que ocorreram em Patos no início do ano são presos

    O primeiro mês de 2018 começou sangrento na cidade de Patos e região com pelo menos cinco assassinatos. A maioria destes crimes já foram ou já estão quase elucidados e os suspeitos já se encontram presos.

    O primeiro assassinato ocorrido vitimou o empresário Adalberto Avelino de Medeiros Junior (Juninho Somadeira), de 34 anos, morto a tiros na manhã do dia 2 de janeiro, dentro da empresa Sopremoldados, no cruzamento da Rua do Prado com a Rua Janúncio Ábdon da Nóbrega, no Bairro do Morro, em Patos, na saída para Piancó. Três suspeitos deste crime já estão presos: Carlos Henrique Alves Rodrigues (Malucada), preso dia 21 de janeiro; Francisco Avelino de Medeiros (Xavier) e Arlan Andrade de Medeiros, pai e filho, presos no dia de ontem, 29. Há ainda um quarto suspeito, que se encontra foragido.

    O segundo assassinato ocorrido vitimou o sapateiro, funcionário da Raboni Calçados, Ivanildo Pereira de Lucena (Maguila), de 40 anos. Ele foi morto com vários tiros em um bar, na Rua Felizardo Leite, no bairro Liberdade, em Patos, e residia na Rua do Meio, próximo ao acontecido. O acusado deste assassinato é um homem identificado por Diego Gomes Lima, preso ontem, dia 29.

    O terceiro assassinato ocorrido vitimou a jovem Eliana dos Santos Martins, de 34 anos. A mesma foi morta na madrugada de 6 de janeiro e o acusado é o próprio marido dela, Damião Oliveira da Silva. Ela foi morta com sete perfurações de faca. Damião foi preso na casa do pai, em 15 de janeiro, no município de Santa Teresinha-PB.

    Crime ainda sem suspeitos presos:
    Um crime que não ocorreu na cidade de Patos, mas chamou atenção de toda a região, foi de duas pessoas achadas mortas num veículo. Em 7 de janeiro o tesoureiro da prefeitura de São José de Espinharas Guilherme Alves do Nascimento Júnior, 52 anos, e Tayza Kelle Lopes de Morais, 27 anos, residente em São José de Espinharas, foram encontrados mortos a tiros dentro de um carro às margens da BR-230, entre as cidades de São Mamede e Santa Luzia. Este crime ainda continua sob investigação e não tem suspeitos presos. A polícia segue nas investigações.

    oblogdepianco.com.br
    Patos Online