quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Tovar defende apoio para projetos de reuso da água e inclusão da Caatinga como patrimônio nacional

O deputado estadual licenciado, Tovar Correia Lima (PSDB), e o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB), se reuniram nesta quarta-feira (31) com o presidente do Instituto Nacional do Semiárido (Insa), Salomão Medeiros, para discutir a busca de investimentos e apoio aos projetos de reuso de água e investimentos para convivência no semiárido. Os parlamentares também se comprometeram a buscar apoio da bancada federal paraibana para aprovação da PEC 504/2010, que incluem a Caatinga e o Cerrado na relação dos biomas considerados patrimônios nacionais.

“Foi uma reunião produtiva e saímos de lá, eu e o deputado Pedro, com o compromisso de fazer uma articulação junto à bancada federal paraibana para conseguirmos mais investimentos no reuso da água no nosso Estado. É preciso garantir a economia da água, principalmente em tempos de seca prolongada por que passamos”, destacou Tovar.

Durante a reunião, os deputados discutiram ainda a importância Caatinga e o Cerrado na relação dos biomas considerados patrimônios nacionais, uma vez que a Paraíba é um Estado que possui 90% da vegetação em área de caatinga. “Vivemos um forte processo de desertificação e precisamos de recursos para impedir o avanço no nosso Estado. É preciso proteger esse bioma e garantir que não haja desmatamento predatório”, defendeu.

PEC 504/2010 – Os deputados Tovar e Pedro se comprometeram a articular com os deputados federais e os senadores paraibanos para que votem em favor da PEC 504/2010, incluem a Caatinga e o Cerrado na relação dos biomas considerados patrimônio nacional. Hoje, apenas a Amazônia e a Mata Atlântica estão protegidos pela constituição como essa titularidade. A PEC 504/2010 aguarda há três anos e meio uma oportunidade para ser discutida no plenário da Câmara dos Deputados.

Assessoria