sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Conceiçãoense executado com 24 tiros já havia sobrevivido a dois atentados. Delegado fala sobre crime

Capsulas de duas pistolas de calibres diferentes, uma das quais 380, foram encontradas no local do crime. O comerciante e agricultor Levi Marques de Sousa, de 41 anos, foi executado a tiros por volva das 10h30 da manhã desta quinta-feira, 19, em uma propriedade rural no sítio Lagoinha, que fica vizinho ao bairro Nossa Senhora de Fátima, em Conceição.

A informação é que o homem tomava conta da propriedade, uma espécie de chácara, e tinha plantios na área, mas morava em outro endereço: no bairro Novo Horizonte e também era dono de um bar. Conforme o delegado Ivaldo Dias, que apura o caso, a policia já está próxima de identificar o autor do crime, supostamente um homem que chegou ao local onde estava à vítima em uma moto Broz.

Supostamente, depois de uma rápida discussão, o condutor da motocicleta teria disparado várias vezes contra a vítima, que sofreu cerca de 24 perfurações à bala, conforme um agente de investigação da delegacia de Conceição e teve morte imediata O delegado vai ouvir familiares da vítima e possíveis testemunhas do caso para tentar esclarecer o crime.

De acordo ainda com dr. Dias, a vítima já havia sobrevivido a uma tentativa de homicídio em novembro de 2014 no sítio Maxixe, município de Conceição, e outra em São Paulo, e também já teve passagem pela polícia. Depois do trabalho pericial, o corpo será encaminhado para exame necrológico em Patos. Ele era casado e deixa filhos, entre os quais um adolescente de 17 anos.


ConceicaoVerdade.com
Folha do Vale Online