terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Falta de união de bancada levou Paraíba perder R$ 250 milhões para o Eixo Piancó da Transposição


A falta de união da bancada federal levou a Paraíba a deixar de investir R$ 250 milhões nas obras do Eixo Piancó da Transposição do São Francisco. O desabafo foi de Antônio Sousa, dirigente do MDB, para quem “quando a bancada se une em defesa do Estado, o resultado é positivo”. Mas, segundo ele, não foi esse o caso.

Várias outras obras se viabilizaram com a união da bancada. Sousa citou a duplicação da BR-230 de Campina Grande a Cajazeiras, a terceira faixa da BR-230 de Cabedelo a Oitizeiro, o Eixo Leste (Monteiro) e o Eixo Norte (Cajazeiras) da Transposição. “Lamentável foi o que aconteceu com o Eixo de Piancó”, pontua o emedebista.

E acrescentou: “Havia a possibilidade de alteração da emenda impositiva para o OGU (Orçamento Geral da União) de 2018, o senador Zé Maranhão convocou toda bancada para alterar a emenda, em 12 de novembro, último dia para isso, porém, só compareceram à reunião, Maranhão, os deputados Benjamin (Maranhão), André Amaral e Pedro Cunha Lima. Os demais, Senadores, Raimundo Lira e Cássio Cunha Lima, além dos deputados restantes, apesar de convocados, não compareceram.”

Segundo Sousa, o ministro Hélder Barbalho (Integração) disse aos parlamentares que a obra (Eixo Piancó) custaria R$ 250 milhões, “e não seria possível licitar o projeto com menos de 10% do valor da obra, o que é vedado pela legislação”.

Helder Moura