sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Polícia é chamada para apurar possível compra de votos de vereadores na Câmara Municipal de Patos

O final da sessão da Câmara Municipal de Patos, Casa Juvenal Lúcio de Sousa, nesta quinta-feira, dia 30, foi bastante tumultuado após a Polícia Militar ser acionada para apurar uma possível compra de votos de vereadores por um agiota da cidade de Patos.

A Polícia Militar acredita que o fato tenha sido simplesmente para tumultuar a sessão e dar ênfase ao processo eleitoral que ocorrerá neste sábado, dia 02, onde será escolhida, através do voto dos vereadores, a nova mesa diretora da Câmara Municipal de Patos.

Após o acusado de oferecer dinheiro para que um determinado vereador vote em uma das chapas ser vistoriado pela polícia, com este foi encontrado R$ 2,00 na carteira, além de documentos pessoais e alguns cartões de crédito. A polícia não encontrando a concretização da compra de votos se retirou da Câmara Municipal sem flagrante ou o crime.

O homem identificado por Gordo de Paulo Cajá prestou esclarecimentos no pátio de estacionamento da Câmara, mas depois as coisas voltaram ao normal. O vereador Gordo da Sucata (PV) estava envolvido na celeuma como o possível beneficiado, mas não se confirmou.

Patosonline.com