segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

PGM de Patos explica condições em que foram locados veículos com dispensa de licitação

Na manhã desta segunda-feira (11/12), a Procuradora Geral do Município de Patos, Paloma Lustosa, falou sobre a abertura de inquérito público civil por parte do Ministério Público Federal para apurar a locação de veículos pela atual gestão municipal.

“Recebemos essa notícia com a maior naturalidade e tranquilidade, primeiramente porque esse é uma função e uma atribuição do Ministério Público e, segundo, porque temos total convicção que todo o processo de licitação foi realizado dentro da legalidade e estamos abertos ao diálogo. Em nenhum momento a Prefeitura se recusou a prestar alguma informação ou fornecer documentos e estamos a disposição para prestar qualquer tipo de esclarecimento”, comentou Paloma.

De acordo com a procuradora, o município realizou um processo de dispensa de licitação para sanar uma demanda emergencial no que diz respeito à frota municipal, tendo em vista que, no começo do ano foi verificado que havia uma grande necessidade de carros para servir principalmente as secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social, diante do sucateamento da frota recebida.

“Nós encontramos o município com os serviços e infraestrutura sucateada. Não havia frota adequada, então foi constatado situação de emergência em alguns veículos e foi feito um processo de dispensa de licitação, mas que ocorreu dentro da legalidade”.

Com Assessoria