terça-feira, 26 de dezembro de 2017

O indigesto Bar do Cuscuz não sabe que negligência é crime!

"Campina Grande tem orgulho de sua gente empreendedora com toda razão, mas alguns empresários de lá deveriam tratar o cliente com algo menor que o maior desprezo do mundo. 

O caso foi gravíssimo, só para se ter uma ideia, o famoso Bar do Cuscuz colocou em risco a integridade física de uma criança de apenas 4 anos de idade. Não que ela tenha ingerido a indigesta iguaria que dá nome ao bar, que por sinal é o que tem de pior no seu cardápio, mas ao oferecer um serviço de playground infantil onde as crianças são identificadas por pulseiras com o nome dos responsáveis, o irresponsável Bar do Cuscuz deixou que uma criança fosse retirada por uma pessoa completamente alheia à criança e sua família, gerando momentos de desespero e aflição. Uma espécie de sequestro relâmpago autorizado pela direção do Bar do Cuscuz que não cumpre o que promete nem no mais simples dos serviços. Por isso venho externar minha indignação com aquele antro gastronômico e social. Se você tem criança e bom senso não passe nem perto do Bar do Cuscuz de Campina Grande, pois estará correndo grande risco. 

Felizmente conseguimos encontrar a minha neta, por obra divina, já que o referido estabelecimento não ajudou em nada, muito pelo contrário, só dificultou o processo. 

Deixo aqui meu repúdio, minha repulsa ao estabelecimento Bar do Cuscuz e peço a todos os amigos, parentes e conhecidos para boicotar este malfadado restaurante de gosto tão duvidoso quanto o Whisky que lá é servido. Em tempo, tomaremos as medidas judiciais cabíveis, já que os danos emocionais são eternos e irreparáveis."


João Remígio Filho