quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Assembleia debate implantação da Trilha da Coluna Prestes na Paraíba

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta terça-feira (12), através da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente, uma Audiência Pública para debater a implantação da Trilha da Coluna Prestes na Paraíba, com ênfase para as potencialidades turística, cultural e ambiental, na perspectiva do desenvolvimento sustentável com a participação do Governo do Estado.

O deputado estadual Jeová Campos, autor da propositura, ressaltou que o requerimento teve início a partir de um debate sobre a presença histórica do grupo no estado com líderes políticos e estudiosos. “A discussão surgiu da ideia de se criar uma trilha com conteúdo não só turístico, mas também com perfil histórico, sobre a passagem da Coluna Prestes na Paraíba”, afirmou.

De acordo com o historiado José Otávio Arruda, o movimento político-militar da década de 1920, liderado por Luís Carlos Prestes e que exigia a instituição do voto secreto, a defesa do ensino público e a obrigatoriedade do ensino primário a toda população, passou por 18 municípios paraibanos. “Entraram em Uiraúna, passando por Sousa, Tavares e em grande parte do Alto Sertão da Paraíba, de forma a evitar a passagem pelas grandes cidades”, explicou.

O secretário de Estado de Cultura, Lau Siqueira, falou sobre as marcas presentes das batalhas travadas entre a Coluna Prestes e o padre Aristides no município de Piancó e atentou para a necessidade da preservação histórica. “É uma história muito viva e a gente precisa aprender a usar isso. Embora a gente não faça mais esse combate, porém esse momento faz parte da história e que precisa ser explorado do ponto de vista do desenvolvimento econômico. As pessoas precisam vir e reconhecer esse trajeto como um roteiro de conhecimento”, destacou.

Para o historiador Wills Leal, o estudo e a divulgação do acontecimento permitirão às novas gerações uma informação objetiva, concreta e didática sobre como foi o roteiro. “Essa é uma iniciativa louvável porque, de fato, é um episódio importante, mas que ficou esquecido ao longo da história. Portanto, trará vitalidade à discussão, tornando a Paraíba mais conhecida, mais culta e mais altaneira”, concluiu.

Também participaram da Audiência Pública os deputados estaduais Cabo Sérgio Rafael e Janduhy Carneiro; o professor João Trindade; o diretor de Cultura da Associação Paraibana de Imprensa (API), Gil Sabino; o chefe de varejo dos Correios, Sanderlin José; o representante da Câmara Municipal de Piancó, vereador Pedro Aureliano; o procurador da ALPB, Gilberto Giba e o chefe-substituto do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) de Santa Rita, Moacir Carlos Araújo Junior.