domingo, 26 de novembro de 2017

A campanha eleitoral de 2018 não muda o cenário político só no Estado mas também em Piancó

As constantes discussões políticas na grande João Pessoa com referência a nomes que virão disputar o governo do Estado no próximo ano, não se restringe apenas a Capital. No Sertão, nas pequenas cidades, a exemplo de Piancó, as discussões também são constantes nos bastidores com vista à 2018. Cargos de indicação do governador nas pequenas cidades tem sido o divisor de muitas idéias e há separações e uniões ao mesmo tempo. Aliados se dividem com relação as indicações, enquanto opositores se unem em consequência dessa mudança no quadro de indicações para cargos de chefes, diretores, coordenadores, etc. 

Em Piancó o Grupo político ligado diretamente ao governador Ricardo Coutinho (PSB), se divide a cada dia. Sem ter uma liderança que congregue forças aliadas visando a pré-candidatura de João Azevedo (PSB), a base governamentista se desgasta perante o eleitor. Em contrapartida a Oposição se une em busca de um cenário que pode surgir com os nomes do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), Senador José Maranhão (PMDB) e até  o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), ao cargo de governador do Estado. 

A ex-prefeita Flávia Serra Galdino, que administrou a cidade de Piancó por dois mandatos consecutivos e hoje tem seu filho Daniel Galdino (PSD), a frente da gestão municipal, busca agregar forças na Câmara Municipal, já pensando nas eleições do ano que vem e tem tido sucesso nas suas empreitadas. Algumas surpresas pode ser anunciadas em breve, com vistas a adesões e a projetos que serão executados no Município, revertendo o atual cenário estadual no Sertão.

Quem viver verá!