domingo, 8 de outubro de 2017

Como promover o Turismo Cultural no Sertão



(Crédito: www.oblogdpianco.com.br)
Nem só de Praias se faz o turismo da Paraíba. Ainda que seja esse o mais fácil e recorrente pecado na indústria turística estadual. E nem é necessário se deslocar por centenas de quilômetros além da capital para descobrir boas atrações com custos pouco elevados à espera até mesmo dos próprios paraibanos.

Para o ativista cultural Chico Jó e o presidente da Casa da Cultura de Padre Manuel Otaviano, Edvaldo Leite de Caldas (ex-prefeito de Piancó por três mandatos), e na opinião do ex-deputado Eilzo Matos, a necessidade de interiorização é latente, uma vez que levaria desenvolvimento econômico e social com arrecadação de impostos e qualificação dos espaços culturais fora da capital paraibana. No entanto, esbarra na falta de qualidade dos serviços e na fraca divulgação. A verdade é que as pessoas não estão habituadas e habilitadas para lidar com esses turistas e identificar suas necessidades. Mesmo nos pontos mais consolidados, a exemplo de Piancó (passagem da Coluna Prestes), Nova Olinda (Barragem Saco), Coremas ou Itaporanga, há limitações. Levar esse público para outras áreas também auxiliaria na capacitação desse pessoal.

Investimento no turismo muda perfil e beneficia os municípios
Nossas cidades contam com recursos naturais belíssimos e atrações que vão desde turismo rural, religioso, festas típicas, passando por características físicas com formações como cachoeiras e atrações proporcionadas por lindos rios, que no momento estão prejudicados pela estiagem.

Os prefeitos podem criar uma Associação de Municípios de Interesse Turístico do Vale do Piancó (AMITVP)), com o objetivo de lutar e ajudar as cidades que tenham interesse em integrar o programa do governo do Estado, de incentivo ao turismo.

Para a maioria das pessoas, viajar pelo Nordeste é sinônimo de praia. O que lhe faz pensar que o sertão pode se tornar um grande pólo de turismo?
É necessário saber que os atrativos dessa região brasileira (Sertão) são similares e tão importantes quanto os de outros lugares no mundo, que recebem milhares de turistas todos os anos. O Nordeste possui paisagens únicas, centenas de sítios arqueológicos, cavernas, formações geológicas incríveis e muita coisa para ser descoberta.