terça-feira, 19 de setembro de 2017

Secretaria de Educação de Piancó dá início a Semana Nacional de Trânsito com palestras para estudantes e cidadãos

Foi realizado na noite desta segunda-feira (18) nas dependências da Escola Municipal "Luciano Freires de Farias", com início às 19:00h; palestra sobre a Semana Nacional de Trânsito. A Secretaria de Educação coordenou os trabalhos, recebendo alunos, professores, diretores e o público em geral, interessados no tema. De 18 a 25 de setembro, uma vasta programação está sendo elaborada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) em comemoração à Semana Nacional de Trânsito. Piancó se antecipou e desde o dia primeiro de setembro vem realizando eventos nas escolas do Município, com temáticas sobre o assunto. Os eventos que vem sendo realizados pela Prefeitura de Piancó não tem a parceria do Governo do Estado.

Este ano o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu como tema a ser trabalhado pelos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito e pela comunidade “Minha escolha faz a diferença no trânsito”, tema que acompanha a evolução das ações de campanha de educação de trânsito do Denatran de anos anteriores, e acompanha as ações da “Década Mundial de Ações Para a Segurança do Trânsito – 2011/2020”. A principal finalidade, segundo o Contran, é conscientizar o cidadão de sua responsabilidade no trânsito, valorizando ações do cotidiano e visando a participação de todos para o alcance da segurança viária.“No trânsito, boas atitudes entre condutores e pedestres têm o poder de promover o respeito e a cidadania. É essencial saber agir corretamente frente às diversas situações do dia a dia no trânsito, reconhecendo e alterando maus hábitos e posturas negativas”, explica Celso Alves Mariano, especialista em trânsito e diretor do Portal.

Prevista pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a Semana Nacional de Trânsito tem a finalidade de conscientizar a sociedade, com vistas à internalização de valores que contribuam para a criação de um ambiente favorável ao atendimento de seu compromisso com a “valorização da vida” focando o desenvolvimento de valores, posturas e atitudes, no sentido de garantir o direito de ir e vir dos cidadãos. “Quem convive diariamente no trânsito precisa empenhar-se para proporcionar um ambiente de qualidade e, mais do que exigir dos outros, deve comprometer-se a fazer a sua parte”, diz Mariano.