terça-feira, 26 de setembro de 2017

Investimento em policiamento cai 64% e Tovar cobra ações para reduzir violência

O número crescente de assaltos, roubos de carros, assassinatos e explosões a caixas eletrônicos por toda a Paraíba fez com que o deputado estadual licenciado, Tovar Correia Lima (PSDB), cobrasse uma ação urgente por parte do Governo do Estado. Tovar lamentou a queda no investimento em policiamento por parte da administração estadual. Conforme dados do Sagres, houve uma queda de 64% de 2011 para este ano no valor efetivamente pago.

De acordo com o deputado, em 2011 o Governo do Estado investiu R$ 10.980.779,79 em policiamento. Este ano, os investimentos caíram para apenas R$ 3.939.970,17, uma diferença de R$ 7.040.809,62. “Dessa forma fica difícil combater a violência crescente na Paraíba. Não se combate o crime reduzindo recursos para uma área tão importante quanto a Polícia Militar”, disse.

Tovar destacou ainda que segundo a Lei Complementar Estadual nº 87/2008, o Estado deveria ter 17.935 policiais militares na ativa, mas segundo o Sagres o efetivo da Polícia Militar até junho de 2017 era de 8.966, isso levando em consideração também servidores ativos que trabalham em funções administrativas. 

“Se considerarmos que a cada turno de 24 horas a maioria dos soldados e cabos mobilizados para o serviço deve descansar pelo menos 48 horas, temos pouco mais de 2 mil PMs nas ruas diariamente”, afirmou Tovar, que lamentou a crescente onda de violência em todo o Estado, principalmente, em Campina Grande.

“Na semana passada, na sexta-feira, um amigo teve o carro roubado. No sábado um tio teve seu carro roubado por dois homens armados. No domingo, um empresário também teve o carro roubado. Sem falar que cinco pessoas foram assaltadas no Açude Velho enquanto faziam atividades físicas e na ação criminosa de bandidos que assaltaram um ônibus escolar do município de Lagoa de Roça, em que uma estudante ficou ferida”, relatou o deputado.

Assessoria