sexta-feira, 8 de setembro de 2017

‘Coligação e prostituição são a mesma coisa’, diz Raniery

Deputado-líder do PMDB, Raniery Paulino não falou nenhum exagero quando comparou as coligações partidárias a prostituição. O fim das alianças está no texto-base da reforma política, conforme Proposta de Emenda Constitucional (PEC) em tramitação no Congresso Nacional.

Em tempo: ele não é o primeiro político, nem será o último, a fazer essa relação entre uma coisa e outra. Na realidade, é um defensor ardoroso da mudança desse item no sistema eleitoral atualmente em vigor. “A minha posição é muito clara em relação a isso, porque entendo que coligação e prostituição é a mesma coisa, lamentavelmente”.

Tem razão quando afirma que nas coligações os partidos políticos se colocam numa espécie de balcão de negócios, de leilão e todos os candidatos a prefeito, governador e presidente querem comprar o tempo de televisão. Disse também que a regra do jogo é permissiva.

“Talvez o político comercial vá ficar contrariado com a mudança porque prestigiam muito mais coisas práticas e negociáveis do que de fato a identidade ideológica”, comentou.

marconeferreira.com