sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Terceirizada por Ricardo, UPA de Guarabira custa o dobro do Hospital Regional



A cruzada privatista de Ricardo Coutinho está custando caro ao bolso do contribuinte. De acordo com dados do Tribunal de Contas, a UPA de Guarabira, terceirizada, custou em um ano mais de R$ 7 milhões, enquanto o Hospital Regional, sem ser terceirizado, custou apenas R$ 3,8 milhões.

E o mais curioso; a UPA, em 2015, oferecia apenas 8 leitos, enquanto o Regional 74 leitos. Mais um prova incontestável de que a gestão pactuada nos hospitais públicos sai muito mais onerosa do que se eles fossem administrados diretamente pelo Estado.

Num debate com Waldson Souza, ex-secretário de Saúde multado por diversas vezes pelo TCE, o deputado estadual Bruno Cunha Lima lembrou outro exemplo do alto custo das terceirizações no Governo Ricardo:

“O Hospital de Trauma de Campina Grande, por exemplo, com 220 leitos e administração direta do Estado, recebeu em 2015 o valor de R$ 33,943 milhões, em detrimento dos R$ 118,128 milhões repassados ao Hospital de Trauma de João Pessoa, administrado pela Cruz Vermelha”.

Assim funciona o modo PSB de governar; repassa o que é público para o privado e enriquece empresários com o dinheiro do contribuinte.

Politika