quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Policial se revolta com liberação de acusado por espancar brutalmente companheira na cidade de Patos

A liberação de um homem acusado de violência contra sua própria companheira está causando revolta em muitas pessoas e também nas autoridades policiais que acompanharam a prisão do mesmo no último sábado (12) na cidade de Patos-PB.

Marileudo da Silva Arruda, 27 anos, agrediu violentamente a senhora Maria José Caiana Monteiro (Foto), 38 anos, que chegou a ficar desacordada devido às agressões.

A polícia conseguiu prender o agressor em flagrante, a delegada Daniela Quirino estipulou fiança, o acusado não pagou e por isso foi encaminhado ao presídio Romero Nóbrega. A surpresa foi que no dia seguinte, a justiça resolveu liberar Marileudo da Silva Arruda, que inclusive já possui outras passagens por agressão.

Indignado com a decisão judicial, o militar Cabo Inácio (PM), participou do programa Espinharas Notícias desta terça-feira (15), e na oportunidade disse que não concorda com os procedimentos da lei, que em vez que contribuir com o trabalho que é feito pela polícia, acaba contribuindo para a soltura dos bandidos e agressores.

Cabo Inácio questionou o motivo pelo qual o acusado não permaneceu por mais tempo em regime fechado. E alertou para a possibilidade de que a vítima seja novamente agredida e desta vez até morta.

Da Redação
Com PatosOnline
-