quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Lula e Renan esquecem mágoas, trocam elogios e dividem palanque

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e o governador de Alagoas Renan Filho (PMDB) recepcionaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na chegada da caravana do petista a Alagoas. Pai e filho estavam no porto de Penedo, onde o ex-presidente chegou de barco, pelo rio São Francisco, vindo de Sergipe. Renan pai usou o palanque para voltar a atacar o presidente Michel Temer, seu colega de partido. 

"O governo do senhor é do povo, para o povo, diferentemente.do governo de agora, com qual não podemos concordar, que tem um deficit, um buraco, um rombo de R$ 139 bilhões e vai elevar para R$ 159 bilhões, enquanto corta recurso do programa Bolsa Família. Alagoas era um dos mais expressivos nesse programa, e perdeu 21 mil famílias. Se multiplicarmos por três, são mais de 60 mil pessoas diretamente beneficiadas", disse Renan Calheiros. 

Apoiador do presidente Michel Temer no início de seu mandato como interino na Presidência, Renan atacou as reformas e outros cortes do governo. "O governo está flexibilizando direito do trabalhador, oprimindo as pessoas mais pobres, e fazendo a terceirização sem regra. Hoje recebi a notícia de que o Brasil cortou os recursos da fiscalização do trabalho escravo, e esse modelo de bem-estar social que o senhor ampliou que temos que defender com coragem e dedicação", afirmou. 

No final do ano passado, Renan também havia feito uma fervorosa defesa do corte de gastos públicos ao promulgar a PEC do teto. Já o governador Renan Filho evitou ataques a Temer e fez um discurso voltado a elogios ao ex-presidente Lula.