quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Governo aumenta impostos e privatiza, mas diz que está fazendo Pacto pelo Social



    O deputado estadual Jutay Meneses (PRB) usou a tribuna na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para criticar o aumento de impostos e a privatização da saúde e da educação feitos pelo Governo do Estado e a tentativa de mascarar essas ações em nome do ‘Pacto pelo Social’. “O governador e a sua base de sustentação fazem criticas ao Governo Federal por estar aumentando impostos. Que moral eles têm para fazer isso? Aqui são adotadas até práticas piores que massacram a população e empresários. É não olhar para os pés e achar que somos idiotas e que somos burros”, disse. 

    Jutay lembrou que o Governo do Estado privatizou a saúde, com a contratação de organizações sociais para gerir hospitais e agora privativa a educação. “Para mim e para todo mundo a gestão estadual privatizou, mas para os ‘pseudos socialistas’, defensores ferrenhos do governador Ricardo Coutinho, os outros privatizam e a Paraíba faz o pacto pelo social”, ironizou. 

    Segundo o deputado, o Governo Ricardo Coutinho é o que mais aumentou impostos no Brasil. Entre os reajustes destacou: ICMS da Energia Elétrica aumentou de 17% para 27%; ICMS das operações de telecomunicações aumentou de 25% para 28%; ICMS da Gasolina aumentou de 17% para 29%; aumento da tarifa de água e esgoto da Cagepa acumulou 77,37%; aumento no valor dos serviços executados pela Cagepa acumulou 29,61%; tarifa do transporte intermunicipal acumulou 49,81%; ICMS de*TV* por assinatura aumentou de 10% para 15%; ITCD teve aumento de 4% para 2% a 8%; IPVA aumento de 2% para 2,5%; e aumento do gás encanado residencial já tem acumulado de 52,4%.

    “Esse Governo também criou a taxa de autorização para emissão de nota fiscal eletrônica no valor de R$ 0,03. O empresário tem que pagar esse valor por cada nota emitida. Além disso, eles precisam pagar um valor para ações do Pacto pelo Social e nós não temos o direito de saber para onde vai esse dinheiro, pois não há transparência, não há respeito”, afirmou. 

    Para o parlamentar, o governador e os aliados tentam pregar que a Paraíba é uma maravilha e que aqui não existem problemas e nem desmandos. “Aqui se pratica uma política baixa, rasteira, demagoga e nós não podemos nos calar e ficar tolerando esse tipo de discurso feito pela base do governo, tentando mostrar que o Estado é diferente”, destacou. 

    Paraíba Rádio Blog