terça-feira, 29 de agosto de 2017

Congresso decide financiamento público eleitoral e mudança na eleição de vereadores e deputados

(Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr) 

Câmara retoma, nesta terça-feira (29), as discussões sobre financiamento das campanhas eleitorais e a forma de eleição de deputados e senadores. Esses são considerados os dois itens mais polêmicos da minirreforma política em votação na Casa. Depois de rejeitar a destinação de R$ 3,6 bilhões para bancar as eleições de 2018, o Plenário analisará a criação de um fundo público de financiamento eleitoral sem a especificação da receita e dos valores.

A origem e a distribuição dos recursos será tratada, também nesta terça, pela comissão especial da reforma política. A proposta apresentada pelo relator, Vicente Cândido (PT-SP), estabelece critérios para o rateio da verba. Um grupo de parlamentares defende que o dinheiro seja repartido conforme a votação dos partidos nas últimas eleições. O colegiado também vai votar a duração das campanhas, que, segundo o relator, deve ter 60 dias, a contar de 1º de janeiro.