domingo, 20 de agosto de 2017

Cássio tem sido o condutor das oposições para 2018 na PB



O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) admitiu, nesta sexta-feira (18), que pode disputar o governo estadual em 2018 caso seja intimado pela aliança das oposições. Cunha Lima citou o seu nome e o do também senador José Maranhão (PMDB) como os “com grande experiencia” para a disputa.

Cássio, no entanto, opinou que os prefeitos de João Pessoa e Campina Grande, Luciano Cartaxo (PSD) e Romero Rodrigues (PSDB), respectivamente, são os nomes do momento e merecem a oportunidade de disputar o mandato.

“Não me recusarei a fazer isso [disputar o governo], mas acredito que há outros nomes. O prefeito Romero e Luciano Cartaxo, eles merecem ter a sua oportunidade. Essa é uma decisão que pode ser tomada mais adiante”, disse o senador à Arapuan FM.


Cunha Lima ainda declarou que mesmo com as especulações em relação ao seu nome, não há “obsessão” pela disputa de mandato em chapa majoritária, e que ele pode até não disputar para “ajudar em uma composição e somar forças”.

“Já tenho 30 anos de mandato, tenho folha de serviços prestados aos paraibanos desde meu primeiro mandato, e não tenho nenhuma fixação ou obsessão para disputar. Nesses 30 anos, com meus acertos e equívocos, posso dar outro destino à minha vida”, continuou.

Ainda sobre as eleições de 2018, Cássio Cunha Lima afagou o PMDB, atual aliado, que segundo ele foi fundamental nas eleições de 2014 e podem ser novamente.

“O PMDB foi o fiel da balança em 2014 e tem muita força. Nenhum partido tem hegemonia. Sem aliança e sem coligações não se ganha, e vamos fazer uma chapa competitiva que traga propostas”, concluiu.

WSCom