quarta-feira, 5 de julho de 2017

Senado aprova requerimento de urgência para votar reforma trabalhista em Plenário

(Jefferson Rudy/Agência Senado)
Por 46 votos a 19, senadores aprovaram há pouco em plenário um requerimento de urgência para a votação do Projeto de Lei da Câmara 38/2017, que promove a reforma trabalhista patrocinada pelo governo Michel Temer, em meio à pior crise de sua gestão, e altera diversos pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O texto foi levado ao plenário depois de atribuladas reuniões de discussão e votação em três comissões do Senado, culminando nas mais de 13 horas de debates na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado – com direito a muita troca de acusações entre oposicionistas e membros da base, leitura de seis votos em separado (textos alternativos), discurso do agora ex-líder do PMDB Renan Calheiros (AL) contra o governo e até leitura de carta em que Temer se compromete a vetar pontos polêmicos da proposta.

Com a aprovação em plenário, a matéria volta a ser analisada em plenária em uma semana, na próxima terça-feira (11).
 
oblogdepianco.com.br
congressoemfoco