quinta-feira, 27 de julho de 2017

Oposição deve esvaziar sessão destinada à votação da denúncia contra Temer

(Solidariedade)
Diante da avaliação de que a base de apoio ao governo pode conseguir os votos suficientes para barrar a denúncia contra o presidente Michel Temer, partidos que fazem oposição ao Palácio do Planalto passaram a estudar a estratégia de esvaziar a sessão destinada à votação da denúncia.

Temer foi denunciado pela Procuradoria Geral da República por corrupção passiva com base na delação premiada dos executivos da J&F, que controla o frigorífico JBS. Para que o Supremo Tribunal Federal (STF) possa decidir se instaura processo, a denúncia precisa ser autorizada pela Câmara com ao menos 342 votos.

A sessão de plenário para analisar a denúncia, marcada para a próxima quarta-feira (2 de agosto), será aberta com a presença de 51 deputados na Câmara. Mas, para que a votação seja efetivamente iniciada, será exigida a presença de pelo menos 342 deputados em plenário.

Estratégia da oposição
O líder do PDT na Câmara, Weverton Rocha (MA), afirmou que partidos da oposição estão em negociação para que seus deputados estejam na Câmara, mas só marquem presença depois que a base do governo conseguir, por conta própria, atingir o número de 342 presentes.

O parlamentar acredita que, caso a votação ocorra, é maior a chance de que a denúncia seja rejeitada pela Câmara.

http://www.pagina1pb.com.br/oposicao-deve-esvaziar-sessao-destinada-a-votacao-da-denuncia-contra-temer/